Início Atualidade Decisão do BCE sobre cortes de juros em meio a dados elevados...

Decisão do BCE sobre cortes de juros em meio a dados elevados de inflação nos EUA

LAGARDE

A PRESIDENTE DO BANCO CENTRAL EUROPEU INSISTE NA ESPERA DE MAIS DADOS

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, enfatizou a importância de aguardar por mais dados antes de decidir sobre um possível corte de juros. Alguns membros do BCE demonstraram confiança para avançar com um corte, mas Lagarde ressaltou a necessidade de esperar pelas novas projeções da autoridade monetária.

NOVA PROJEÇÃO INCORPORARÁ DADOS DOS ESTADOS UNIDOS

Lagarde mencionou a importância das novas projeções do BCE, que incluirão dados dos Estados Unidos, onde a inflação dos consumidores tem se mantido alta. Isso pode gerar pressão para que a Reserva Federal dos EUA mantenha as taxas de juros elevadas por mais tempo.

DECISÃO DE MANUTENÇÃO DAS TAXAS DE JURO

Após a reunião, o BCE optou por manter as taxas de juro de referência inalteradas, mas sinalizou a possibilidade de um corte futuro, com base em uma avaliação atualizada das perspetivas de inflação e dinâmica subjacente.

INFLAÇÃO NA ZONA EURO

Atualmente, a inflação na Zona Euro está acima do esperado, com sinais de moderação nos salários e margens de lucro. Apesar de alguns indicadores ainda não estarem no patamar desejado pelo BCE, a autoridade monetária não descarta a possibilidade de um corte de juros em junho.

MAIS:  O preço do petróleo diminuiu 3%. Está atingindo seus níveis mais baixos desde junho em Londres

AVALIAÇÃO NA REUNIÃO DO BCE

Alguns membros do BCE se mostraram confiantes com base nos dados limitados disponíveis em abril, concordando em esperar por mais informações em junho antes de tomar uma decisão. A autoridade monetária continua monitorando a situação e não se compromete com uma trajetória específica para as taxas de juro.

Artigo anteriorSantos Silva elogia a iniciativa de Pedro Nuno e afirma que a negociação do OE2025 entre o PSD e o PS é essencial
Próximo artigoAltas taxas de imposto sobre empresas em portugal podem afetar a atração de investimento estrangeiro