Início Atualidade Portugueses comparam preços, procuram promoções e estão mais predispostos a experimentar marcas...

Portugueses comparam preços, procuram promoções e estão mais predispostos a experimentar marcas novas ou diferentes das habituais

O estudo Meaningful Media, realizado pela Havas Media Network, pelo quarto ano consecutivo, revelou que, perante a redução do rendimento disponível, alguns padrões de comportamento se têm vindo a acentuar junto dos consumidores que se sentem mais vulneráveis economicamente. O estudo, que se foca na perspetiva económica dos consumidores portugueses, revelou que 44% dos inquiridos admitiu que, nos últimos 6 meses, a situação financeira do seu agregado familiar piorou ou piorou muito. Este fator refletiu-se na agudização de alguns padrões de comportamentos aquando do momento de compra para este grupo de consumidores, com 8 em cada 10 a assumir que estão dispostos a experimentar marcas novas se isso significar preços mais baixos e 83% a referir comprar sempre produtos que estejam em promoção.

De acordo com os dados do estudo, no que diz respeito à intenção de gastos, houve uma regressão em todas as categorias, exceto no setor automóvel, comparando os valores de 2022 e 2023. As categorias menos afetadas pela inflação foram fitness/desporto, roupa/sapato e férias/viagens, enquanto a compra online para procurar melhores preços e promoções mostrou-se mais popular entre os consumidores com situações financeiras estáveis ou melhoradas.

MAIS:  Turismo em Portugal alcança recordes em 2023

A análise das categorias de produtos revela ainda diferenças acentuadas nos padrões de despesa entre os consumidores mais vulneráveis economicamente e os restantes, especialmente em férias, entretenimento, refeições fora de casa ou entregues em casa, roupa e tecnologia, com discrepâncias superiores a 40 pontos percentuais.

Sofia Vieira, diretora de Insights & Strategy do Havas Media Network, destaca que “A indulgência pode ter significados muitos diferentes consoante o grupo de consumidores que queiramos endereçar. Alguns não prescindem de fazer férias fora de casa e, para isso, poupam no supermercado e fazem mais refeições em casa. Para outros, a ginástica no supermercado é o que lhes permite comprar uma camisola nova ou, se calhar, um batom.”.

Nesta quarta edição do estudo, foram realizadas 600 entrevistas a pessoas residentes em Portugal Continental, com idades compreendidas entre os 15 e os 64 anos, realizadas em outubro de 2023.

Artigo anteriorDos Grados realiza uma jornada de reflorestação na central solar do Fundão com a participação de 50 alunos do ensino básico de Pêro Viseu e Alcaria
Próximo artigoWallapop amplia ronda de financiamento com 20 milhões de euros