Início Atualidade Portugueses sofrem com condições de vida precárias: Patrões do Minho criticam OE...

Portugueses sofrem com condições de vida precárias: Patrões do Minho criticam OE e oferecem 5 propostas

Portugueses sofrem com condições de vida precárias: Patrões do Minho criticam OE e oferecem 5 propostas

Proposta de Orçamento do Estado para 2024 recebe críticas

A Associação Empresarial do Minho (AEMinho) conclui que a proposta de Orçamento do Estado para 2024 apresentada pelo Governo não cria uma estratégia de longo prazo para o país e não reduz efetivamente a despesa pública.
A AEMinho considera que os portugueses estão a viver pior, com mais dificuldades, e que o cenário não indica uma inversão desse ciclo.
A associação destaca a falta de reforma na administração pública e critica a falta de ambição e transformação neste orçamento.
As empresas também estão preocupadas, pois veem o orçamento como pouco positivo e encorajador.
A AEMinho defende uma profunda reforma fiscal, simplificando o sistema em vigor e reduzindo a carga fiscal sobre o trabalho.
Além disso, a proposta prevê uma deslocação da receita fiscal dos impostos diretos sobre o trabalho para os impostos indiretos.
A AEMinho apresentou cinco propostas para serem incluídas no orçamento e critica a falta de audácia do Governo.
As propostas incluem a redução da tributação autónoma sobre veículos elétricos, incentivos à mobilidade verde e coletiva, isenção de TSU sobre os subsídios de férias e de Natal, indexar o alívio fiscal à inflação e reduzir os escalões de IRS.
A direção da AEMinho entregou o documento ao ministro da Economia.

MAIS:  4.º trimestre regista maior número de assaltos ou tentativas de assaltos
Artigo anteriorPinho admite criação da Fundação Tartaruga para esconder Património e nega subornos
Próximo artigoConheça os produtos mais vendidos da Festa de Ofertas Amazon Prime